Embrapa Beef Cattle
Davi Jose Bungenstab

Davi José Bungenstab

Pesquisa e Desenvolvimento

Send Contact e-Mail

(67) 3368-2052

Business Card

http://lattes.cnpq.br/6426894185197091

Embrapa Beef Cattle

Knowledge Area

Ciências Agrárias » Zootecnia » Produção Animal

Keywords

Administração, Agricultura, Agricultura de Precisão, Alimentação Animal, Assistencia Tecnica, Avaliação, Beef catlle, bovino, bovinocultura, Bovinocultura de corte, Central Brazil, Centro oeste, Cerrado, concentrado, Confinamento, Confnamento, Consorciação, Couro, Desenvolvimento local, Desenvolvimento Regional, Ecological footprint, Economia Internacional, educação, Empreendedorismo, ensino, Environmental impacts, Fertilização, Forragem, frete, Gramineas, Grao Úmido, Impactos ambientais, Informatica, Integração, Lavoura-pecuária, Lavoura-pecuária-floresta, Leguminosas, maquinas, Meio Ambiente, Milho, Milho Safrinha, Nitrogenio, Novilho precoce, Nutrição, Pastagens, Pecuária de Corte, Plantio Direto, Producao Animal, Produção de Carne, Proteína, Qualidade, Saude Publica, Silagem, Sustentabilidade and Tecnologias

Projects


(in portuguese)

PLATAFORMA

Plataforma +Precoce: sistemas melhorados para a produção do novilho precoce

2014-2018

With Alessandra Corallo Nicacio, Camilo Carromeu, Fernando Paim Costa, Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes, Mariana de Aragao Pereira, Rodrigo Carvalho Alva, Rodrigo da Costa Gomes and Sergio Raposo de Medeiros.

Enfoque de sistemas tem sido utilizado nos últimos 30 anos com o intuito de gerar referências de sistemas de produção de bovinos de corte que possam ser replicados no campo. Inicialmente proposta para melhorar índices produtivos da bovinocultura de corte brasileira, a abordagem realizada até então não atende aos recentes avanços em termos de exigências do mercado consumidor, pois não caracteriza sistemas quanto à qualidade dos animais produzidos. Além disso, avanços na área de Computação desenham um mundo altamente conectado e, principalmente, repleto de possibilidades em termos de transferência de conhecimento, o que também precisa ser aproveitado dentro deste contexto. Este projeto está inserido nos âmbitos do Arranjo +Precoce, cujo objetivo geral é Alinhar ações de inovação e transferência de tecnologia para o aumento da eficiência biológica, econômica e ambiental da cadeia de novilho precoce nos biomas do Pantanal e Cerrado. O objetivo com este projeto é desenvolver uma aplicação Web para a organização e disponibilização de informações a respeito de sistemas de cria, recria e engorda para a produção de bovinos destinados a programas e parcerias que bonificam carcaças por qualidade. Chamada de Plataforma +Precoce em alusão ao “novilho precoce”, um termo relacionado a qualidade, permitirá a geração de indicadores econômicos e ambientais para auxiliar o produtor na tomada de decisão e irá caracterizar a adequação esperada para os diversos programas e parcerias de carne de qualidade dos animais produzidos em cada sistema disponibilizado. Para isto, serão articuladas equipes da área de Computação, Produção Animal, Socioeconomia e Eficiência Ambiental que de forma interativa trabalhará para o desenvolvimento da Plataforma, assim como para a coleta de dados de sistemas de produção de interesse, para composição de conteúdo ao lançamento. Previstas para execução em quatro anos, as atividades estarão organizadas em cinco planos de ação e envolverão professores e alunos da UFMS, além de colegas do CPAP e do CNPGC. Acredita-se que a Plataforma +Precoce poderá colaborar para a produção de bovinos dentro do contexto de programas e parcerias que bonificam carcaças e por qualidade e, por conseguinte, contribuir para a melhoria da qualidade da carne brasileira. Além disso, poderá representar uma ferramenta poderosa para a avaliação de sistemas de produção e um grande banco de dados de sistemas de produção, a beneficiar outras áreas do conhecimento. A presente proposta também contempla um plano de ação para gestão do Arranjo +Precoce, no qual estão previstas atividades de avaliação de projetos, articulação de parcerias e desenvolvimento de estudos estratégicos ao Arranjo. Nesta última, configura-se oportunidade para maior contato com a realidade de programas e parcerias de carne de qualidade, por meio de análise exploratória de banco de dados técnico (abates) da Associação Sul-matogrossense de Produtores de Novilho Precoce. A partir de estudos do tipo, poderá haver grandes benefícios no direcionamento das ações do Arranjo +Precoce.

INFOPEC

Gestão da informação e conhecimento referente as tecnologias, produtos e serviços gerados pela Embrapa e Instituições nacionais e internacionais para atender as demandas da bovinocultura de corte.

2014-2017

With Camilo Carromeu, Carolina Castilho Dias, Filipe Toscano de Brito Simoes Correa, Guilherme Cunha Malafaia, Nibia Queiroz de Paula, Paulo Henrique Nogueira Biscola, Rodrigo Carvalho Alva and Ronney Robson Mamede.

Atualmente um dos grandes problemas enfrentados pelas Unidades da Embrapa é a insuficiente atuação em conjunto de forma organizada e sistêmica, buscando permitir uma maior capilaridade e potencialização do uso da informação disponível na Empresa. Muitas perguntas ficam sem respostas, ou são respondidas de forma lenta, sendo que na maioria das vezes a informação existe, mas não está organizada e gerida da forma correta. Como exemplo dessas questões podem ser citadas: quais são as demandas da cadeia produtiva da carne bovina e seu grau de importância, quais tecnologias estão prontas ou sendo desenvolvidas, com quais instituições, com quais pessoas, quais são voltadas a determinados temas, quais metas do PDE/PDU são atendidas pelo que se está desenvolvendo ou já foi desenvolvido, quais tecnologias podem ser negociadas com determinado parceiro, a tecnologia está ou deve ser protegida, quando deve ficar pronta, outras instituições já pesquisaram algo sobre isso no Brasil ou no exterior. Nesse contexto o objetivo geral do Projeto é promover a gestão da informação e do conhecimento referente a demandas e tecnologias da Embrapa e instituições de pesquisa nacionais e internacionais voltadas à bovinocultura de corte. Serão conduzidos seis Planos de Ação. O PA 1 trata da Gestão do Arranjo de título “Gestão da informação e do conhecimento referente a demandas e tecnologias da Embrapa e instituições de pesquisa nacionais e internacionais voltadas à bovinocultura de corte (INOVAPEC)”. Contempla também as atividades de Gestão deste Projeto. Pela representatividade das Unidades serão buscadas informações referentes à bovinocultura de corte de diferentes regiões e biomas: Centro-Oeste (Pantanal e Cerrados), Norte (Amazônico), Nordeste (Semiárido), Sudeste (Mata Atlântica) e Sul (Pampa). No PA 2 serão organizadas e priorizadas as demandas da cadeia da carne bovia por Tecnologias, Produtos e Serviços (TPS) a partir de Projetos encerrados e em execução, bem como por meio de diversas informações que podem ser incorporadas pelas Unidades e disponibilizadas para as outras, a exemplo de levantamentos já realizados em Workshops com membros dessa cadeia produtiva. As demandas serão cadastradas no Sistema Corporativo de Gestão de Ações de Transferência de Tecnologia (SGATT). No PA 3 serão identificadas e organizadas as TPS desenvolvidas e em desenvolvimento pela Embrapa para compor uma base de dados organizada única referente ao tema de bovinocultura de corte. Isso será feito por meio de consulta às publicações técnico-científicas das Unidades, as quais estão em sua maioria presentes nos acervos das Bibliotecas da Embrapa no sistema AINFO, assim como nos Relatórios parciais e finais de Projetos de Pesquisa. Essas TPS serão registradas no Sistema Corporativo GESTEC. Também será editado e disponibilizado a multiplicadores de diversas regiões e biomas um livro nas versões eletrônica e impressa contendo TPS selecionadas a partir do levantamento realizado. Nos PAs 4 e 5 serão identificadas TPS desenvolvidas por outras instituições brasileiras e internacionais de pesquisa para atender as demandas da pecuária bovina de corte. Essas organizações serão selecionadas por sua importância e reconhecimento no cenário nacional e internacional de P&D nas áreas de: Pastagens, Sanidade, Sistemas de Produção e Meio Ambiente, Melhoramento Animal e Qualidade da Carne, Pecuária de Precisão e Gestão, Reprodução, Nutrição Animal, Pele e Couro, e Boas Práticas Agropecuárias (BPA). No PA 6 será trabalhada a Tecnologia de Informação como suporte ao alcance dos resultados dos demais PAs, assim como do Arranjo INOVAPEC. Para tanto, pretende-se desenvolver e integrar as bases de dados e sistemas existentes na Embrapa. Esse objetivo será atingido por meio da integração das bases de dados criadas, do SGATT e do Portal Centro de Inteligência da Carne (CICARNE); e desenvolvimento de sistemas mobile que facilitem a gestão e divulgação das informações geradas.

MONITORA

Monitoramento de pequenas e médias propriedades na Área de Proteção Ambiental do Córrego Ceroula, Campo Grande/MS: um estudo de caso para análise e validação de índices de sustentabilidade para a pecuária de corte

2013-2015

With Carolina Castilho Dias, Fernando Paim Costa, Mariana de Aragao Pereira and Rodiney de Arruda Mauro.

A questão da sustentabilidade do setor agropecuário tem sido amplamente debatida na sociedade e os holofotes tem se voltado fortemente para o setor pecuário, dada à sua elevada produção de gases de efeito estufa e à expansão da atividade em áreas de fronteira agrícola. Portanto, entender essa questão e propor meios de minimizar esses impactos negativos faz-se necessário, sobretudo entre pequenos e médios rebanhos, cujos obstáculos parecem ainda mais desafiadores. Além disso, há consenso que o nível gerencial dessas fazendas pecuárias é bastante precário, sendo esse um fator que reduz sobremaneira a longevidade do negócio e, portanto, a sua sustentabilidade no longo prazo. Por meio de uma abordagem quali-quantitativa, multidisciplinar e usando o estudo de caso como estratégia de pesquisa, o presente projeto-piloto visa monitorar e analisar indicadores de sustentabilidade aplicados a pequenos e médios rebanhos de bovinos de corte de Mato Grosso do Sul. Em particular, selecionou-se a Área de Proteção Ambiental (APA) do Córrego Ceroula, localizado na porção norte de Campo Grande/MS, como área de estudo, dados os problemas ocasionados pela pecuária, atividade típica nessa região, e que podem vir a comprometer a utilização dessa sub-bacia para o abastecimento futuro de água aos municípios de Campo Grande, Rochedo, Terenos e Jaraguari. O conceito de sustentabilidade global será analisado em suas vertentes econômicas, sociais, ambientais e gerenciais. Metodologias de avaliação de sustentabilidade e de impacto de adoção de tecnologias serão validadas, assim como serão implantadas ferramentas de gestão nas fazendas participantes. O resultado disso será a disseminação de boas práticas agropecuárias, melhor uso de recursos naturais e incremento da sustentabilidade global. Os resultados subsidiarão políticas públicas para o setor da pecuária de corte do MS e apoiarão outras iniciativas dos governos, Federal, Estadual e Municipal, que promovem a agropecuária sustentável e com menor impacto ambiental, como por exemplo, o Programa de Agricultura de Baixo Carbono (Programa ABC). Os resultados do projeto subsidiarão ainda outros estudos em sustentabilidade voltados para a bovinocultura de corte, sendo amplamente divulgados em fóruns técnico-científicos, na mídia e no setor produtivo de Mato Grosso do Sul.

E-MISSIONS

Desenvolvimento e validação de aplicativo web para avaliação de indicadores globais de sustentabilidade em sistemas de produção de gado de corte tradicionais e integrados com lavoura e floresta

2011-2015

With Camilo Carromeu, Guilherme Cunha Malafaia, Manuel Claudio Motta Macedo, Rodrigo Carvalho Alva and Websten Cesario da Silva.

A produção de gado de corte no Brasil é uma atividade importante tanto para a produção de alimentos para o mercado interno como para exportações. A pecuária tem crescido e feito progressos substanciais de produtividade nas últimas décadas. Todavia, devido ao tamanho do rebanho e a área ocupada com pastagens, a produção de carne tornou-se também responsável por uma série de perturbações ambientais, com consequências negativas locais e globais. Mais de 400.000 km2 (25%) do bioma original do Cerrado já foram substituídos por pastagens cultivadas, das quais estima-se que entre 50% e 80% já estejam degradadas. Entre os principais impactos ambientais globais estão as emissões de gases de efeito estufa causadas pelo processo digestivo dos animais. Esse problema se agrava com a baixa produtividade por hectare, causada pelo uso ineficiente das áreas de pastagens. Quando se intensifica os sistemas de produção, se reduz as emissões diretas dos animais, porém ocorre um aumento substancial no uso de energia pelo sistema e consequentemente aumentam as emissões indiretas de gases de efeito estufa originadas pela manufatura dos recursos de produção necessários. Esse assunto tem sido debatido mundialmente e existe ainda muita controvérsia quanto a diferenças de sustentabilidade de sistemas de produção em países industrializados e países em desenvolvimento. No Brasil, como alternativa para minimizar tais problemas, tem-se desenvolvido sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF), que tem a capacidade de sequestrar carbono via componente arbóreo, compensando assim, em diferentes graus, as emissões causadas pelo sistema. Resultados de pesquisa têm mostrado diversas vantagens técnicas dos sistemas de iLPF, que todavia necessitam ainda ser validados sistematicamente quanto à dimensão de sua eficiência ambiental, indicando o grau de sustentabilidade ambiental global dos mesmos. Nesse contexto, análises de intensidade de uso de energia, emissões de gases de efeito estufa e rastro ou pegada ecológica são indicadores fundamentais para validação de tais sistemas. Por isso, a proposta deste trabalho é realizar tais estudos em sistemas de produção experimentais na Embrapa Gado de Corte e em estabelecimentos rurais que utilizam sistemas extensivos, semi-intensivos e extensivos, no Mato Grosso do Sul, na Alemanha e na Argentina. Para a extensiva coleta de dados será gerado um sistema georreferenciado, baseado na ferramenta GeoFielder® da Embrapa Instrumentação, com os respectivos guias de utilização e glossário de termos técnicos harmonizado em português, inglês e espanhol. Para a comparação de eficiência ambiental dos sistemas, será desenvolvido um aplicativo web para cálculos automatizados desses indicadores. O aplicativo será baseado em um banco de dados que ao final irá conter mais de 1800 entradas para valores de energia incorporada e taxas de emissões de gases de efeito estufa específicos para os itens industrializados dos recursos de produção utilizados em cada sistema, conforme a matriz energética do setor industrial onde foram produzidos. Serão coletados dados diretamente das indústrias nacionais responsáveis por pelo menos 80% da energia incorporada em recursos de produção utilizados em sistemas intensivos no Brasil. A proposta é que esse aplicativo web, bem como o sistema georreferenciado de coleta de dados fiquem disponíveis para a comunidade acadêmica após o final do projeto, sendo ferramentas validadas cientificamente muito úteis tanto para trabalhos técnicos e acadêmicos individuais, quanto para inventários nacionais de gases de efeito estufa e análises de ciclo de vida da carne bovina.

GEORASTRO

Sistema de geodecisão para rastreabilidade e produção sustentável da bovinocultura de corte

2011-2015

With Erno Suhre, Fernando Paim Costa, Pedro Paulo Pires, Quintino Izidio dos Santos Neto and Rodrigo Amorim Barbosa.

Para os consumidores, segurança é um dos ingredientes primordiais do alimento de qualidade. Com a globalização, a repercussão de um malefício causado por ingestão de algum alimento consumido em qualquer parte do mundo é uma notícia que se alastra em poucos instantes, independente da distância da ocorrência. Nesse contexto, a exigência da rastreabilidade das informações referentes aos alimentos é uma condição de destaque quando o objetivo se refere a conquista da confiança e da fidelidade do consumidor. As premissas básicas para um processo de rastreabilidade são: a identificação animal; o processamento, gerenciamento e armazenamento de dados e; a auditoria dos dados a campo. A identificação animal é um pré-requisito inevitável no rastreamento do rebanho, seja por lote ou individualmente. Neste aspecto a identificação eletrônica dos animais se torna uma poderosa ferramenta ao interligar os elos da cadeia produtiva: produção, industrialização e comercialização da carne. Com a aplicação das ferramentas de tecnologia da informação (TI), atividades da pecuária como cruzamento de animais, inseminações artificiais, aspectos nutricionais e sanitários de cada animal, peso, qualidade das pastagens, mobilidade animal, entre outros dados, podem ser armazenados em bancos de dados. No entanto, quando se fala em produção sustentável é de fundamental importância que nas análises de tomada de decisão exista melhor abrangência dos fatores impactantes do sistema de produção. Assim, fatores intrínsecos ao meio ambiente são essenciais para implantação de um sistema que além de garantir a segurança alimentar seja também ecologicamente correto. A gestão do ambiente rural está diretamente relacionada ao espaço geográfico: uso e ocupação do solo, topografia, climatologia, tipo de solo, recursos hídricos, entre outros. Ao levar em conta estes fatores e associá-los a métodos internos da produção extensiva de bovinos, proporciona o favorecimento do processo de avaliação e qualificação do meio ambiente ao criar subsídios para o monitoramento e manejo sustentável das pastagens. Diante do exposto, esta pesquisa surge das necessidades e demandas por segurança e qualidade alimentar na produção extensiva de carne bovina no âmbito das políticas dos países do Cone Sul e da União Européia. Inicialmente, foi desenvolvido um protótipo de rastreabilidade no projeto OTAG (Operational Management and Geodecisional prototype to Track and Trace Agricultural Production). O que se busca num segundo momento é aperfeiçoar os dispositivos eletrônicos utilizados na identificação e posicionamento do animal e a incorporação de um número maior de informações de manejo e sanidade. Além disso, será estruturado um armazém de dados que possibilitará a inclusão de informações ambientais espacialmente explícitas e a implementação de algoritmos inteligentes de extração de conhecimento criando assim um sistema de geodecisão da produção sustentável de carne bovina de fácil compreensão e financeiramente aceitável por todos os grupos de interesse.

AGSPEC

Integração de dados multisensor e espectroscopia de reflectância aplicados ao mapeamento de alvos estratégicos da agricultura tropical

2011-2014

A cada vez mais intensa demanda mundial por alimento, aliada a questões ambientais de uso sustentável dos recursos naturais delineiam um quadro de busca pela máxima eficiência na produtividade agrícola, bem como de uníssona necessidade de monitoramento de cada vez mais áreas de cultivo, comportando uma variedade maior de espécies produtivas. O desenvolvimento de ferramentas analíticas como testes laboratoriais e de campo, possui papel fundamental na pesquisa de alto nível envolvendo desde parâmetros locais quanto mesoregionais no âmbito da pesquisa agropecuária. Porém, invariavelmente tais métodos, dada a necessidade de abarcar variação amostral e abrangência territorial, representam um custo elevado de operação e replicação dos resultados. Basta pensarmos na trajetória de desenvolvimento de um único cultivar de grãos, como a soja, por exemplo, que, no estudo de sua adaptabilidade “in loco”, necessita de anos de medidas laboratoriais e de campo através de dezenas e até centenas de variedades teste. O Sensoriamento Remoto tem se mostrado ferramenta eficiente para o mapeamento/monitoramento de áreas agrícolas, sobretudo no acompanhamento de safras, déficit hídrico e medidas de biomassa, obtendo resultados sinópticos e espaciais extremamente relevantes, porém, que ainda estão aquém do seu real potencial de contribuição no contexto da pesquisa agropecuária, visto que se encontra ainda subutilizado em termos da exploração de suas propriedades de quantificação e qualificação. Dessa forma, esse projeto baseia-se em pressupostos do Sensoriamento Remoto para a exploração integral da radiação eletromagnética em diferentes comprimentos de onda como método analítico auxiliar de baixo custo e não destrutivo para a estimativa de parâmetros biofísicos de alvos tropicais, como a soja, e por sua intrínseca relação com os sistemas ambientais e de cultivo, propriedades de solo. Como estratégia de abordagem serão utilizados métodos de espectroscopia de reflectância consorciados com diferentes sensores imageadores aerotransportados e orbitais. Como resultado espera-se o desenvolvimento e aprimoramento de métodos de quantificação e análise não destrutivos, de fácil operação, adaptados ao contexto ambiental tropical e com aplicação direta no mapeamento de grandes áreas. O impacto de tal tecnologia é avaliado como fundamental para redução de custos de pesquisa e produção agrícola, em primeira estância na cadeia produtiva da soja e, por conseguinte, de outros alvos de alta relevância para agricultura tropical. Ademais, espera-se consolidar a posição da Embrapa enquanto empresa de ponta também em sensoriamento remoto, utilizando técnicas e sensores de última geração como auxílio inédito nos estágios de pesquisa e produção agropecuária.

SALSA

Cadeias de alimentos com valor agregado através do conhecimento: ferramentas inovadoras para monitoramento ético, ambiental e dos impactos socioeconômicos para implementação de estratégias compartilhadas entre UE e América Latina

2011-2014

With Ademir Hugo Zimmer, Camilo Carromeu, Guilherme Cunha Malafaia, Paulo Henrique Nogueira Biscola and Rodrigo da Costa Gomes.

O projeto SALSA visa analisar e melhorar as relações comerciais para as cadeias produtivas da bovinocultura de corte e soja entre países da América Latina e União Europeia. Para tal, as instituições envolvidas dos dois blocos enfocam estudos relacionados com a sustentabilidade das cadeias produtivas e estratégias para assegurar a qualidade dos produtos nos aspectos ambientais, sociais, economicos e institucionais. Para tal, várias estratégias de interação e integração entre os envolvidos estão previstas, incluindo plataforma web, materiais de divulgação, cursos e treinamentos.

Education


(in portuguese)

Pós-Doutorado in

Humboldt Universität zu Berlin

2008-2010

Doutorado in Agricultura

Humboldt Universität zu Berlin

2001-2004

Especialização in Administração Rural

Universidade Federal de Lavras

1995-1996

Graduação in Medicina Veterinária

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

1990-1994

Languages


(in portuguese)

Português

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Italiano

Compreende razoavelmente, fala pouco, lê bem e escreve pouco.

Inglês

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Francês

Compreende bem, fala razoavelmente, lê bem e escreve pouco.

Espanhol

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Alemão

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Last update in 10/17/2014 09:29:34 AM.

Powered by Pandora from PLEASE Lab.