Embrapa Beef Cattle
Andrea Alves do Egito

Andréa Alves do Egito

Grupo de Pesquisa Animal

Send Contact e-Mail

(67) 3368-2177

Business Card

http://lattes.cnpq.br/3093786867437463

Embrapa Beef Cattle

Knowledge Area

Ciências Agrárias » Zootecnia » Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos

Keywords

ADN, Animal production, BIOCLIMATOLOGIA, Biometric, Bovino Pantaneiro, Bovinos, Bubalus bubalis, CONSERVATION GENETICS, Criopreservação de embriões, Diversidade haplotípica, Estrutura de populações, Genética Molecular, Iberian livestock breeds, Identificação do sexo, Ovis aires, Ovis aries, PCR-RFLP, Programa de conservação nacional, RAPD, RAPDs, Transferência de Embriões, Vitrificação, assignment tests, banco de DNA, banco de germoplasma, bovino, bubalinos, capacitação laboratorial, caprinos, caracterización genetica, caracterização genética, cattle, concentração de DNA, congelamento de embriões, congelamento embrionário, conservation, conservação, conservação de leucócitos, conservação de recursos genéticos, conservação in situ, conservação recursos genéticos, criopreservação, criopreservação de ovócitos, crioprotetor, cursos de conservação, distância genética, diversidade genética, domestic animal diversity, embriologia, embriões equinos, estresse calórico, estrutura populacional, estudo populacional, extração de DNA, extração não-orgânica, extração orgânica, genetic resources, genética da conservação, genética de populações, liofilização, marcador Y-específico, marcador macho-espeçifico, marcador molecular, marcadores moleculares, marmoreio, medidas corporais, microsatélites, microssatélites, molecular markers, mtDNA, natural selection, ovinos, polimorfismo protéico, primer randômico, raça naturalizada, raças autóctonas e crioulas, raças bovinas, raças crioulas, raças locais, raças nativas, raças naturalizadas, recursos genéticos, recursos genéticos animais, reprodução animal, respostas fisiológicas, suínos, teach, teste de paternidade, tipos raciais, tolerância ao calor, ultrasound, variabilidade genética and ácidos graxos

Projects


(in portuguese)

BRBIFE

Otimização do fluxo genético em rebanhos sob seleção, de características econômicas relacionadas à eficiência alimentar, carcaça e reprodução, compondo índices de seleção e ferramental, visando ao melhoramento e uso da raça Nelore

2019-2023

With Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Dayanna Schiavi do Nascimento Batista, Eriklis Nogueira, Fabiane Siqueira, Gelson Luis Dias Feijo, Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes, Luiz Otavio Campos da Silva and Rodrigo da Costa Gomes.

BIODEFENSE

Desenvolvimento de métodos alternativos para controle de ectoparasitos de interesse veterinário.

2019-2022

With Antonio Thadeu Medeiros de Barros.

VERTANIMAL

Gestão da Vertente Animal no Portfólio REGEN

2016-2020

With Alessandra Corallo Nicacio and Roberto Augusto de Almeida Torres Junior.

MAXGEN

Integração de genética molecular e quantitativa na geração de tecnologias para o melhoramento genético de gado de corte

2016-2019

With Fabiane Siqueira, Luiz Otavio Campos da Silva and Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva.

MAXGEN

Convertido de: Integração de genética molecular e quantitativa na geração de tecnologias para o melhoramento genético de gado de corte

2019-2019

With Fabiane Siqueira, Luiz Otavio Campos da Silva and Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva.

PCO

Convertido de: Genética de paisagem e resistência a doenças: uma avaliação georreferenciada de padrões genéticos para estudos sanitários, de conservação e de caracterização de rebanhos bovinos Curraleiro Pé-Duro e Pantaneiro

2019-2019

PCO

Genética de paisagem e resistência a doenças: uma avaliação georreferenciada de padrões genéticos para estudos sanitários, de conservação e de caracterização de rebanhos bovinos Curraleiro Pé-Duro e Pantaneiro

2013-2019

MAXITT

Transferência de tecnologia e prospecção de demandas em programas de melhoramento genético para a produção sustentável de carne bovina

2015-2019

With Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Camilo Carromeu, Dalizia Montenario de Aguiar, Dayanna Schiavi do Nascimento Batista, Edson Espindola Cardoso, Erno Suhre, Fabiane Siqueira, Filipe Toscano de Brito Simoes Correa, Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes, Luiz Antonio Dias Leal, Luiz Otavio Campos da Silva, Mariana de Aragao Pereira, Roberto Augusto de Almeida Torres Junior, Rodrigo Carvalho Alva, Rodrigo da Costa Gomes and Thais Basso Amaral.

A pecuária de corte brasileira experimentou uma verdadeira revolução em pouco mais de 40 anos. De uma condição de insegurança alimentar e dependência externa, o país passou a ocupar a posição de maior exportador mundial de carne bovina, mesmo depois de usar para abastecimento do mercado interno cerca de 80% da produção total. Esse progresso foi alcançado pelo trabalho dos produtores, no campo, em interação com os demais segmentos da cadeia produtiva, a partir da utilização das tecnologias geradas pela pesquisa, com significativa participação da Embrapa. Essa realidade histórica é uma demonstração inequívoca do sucesso da filosofia de trabalho adotada pela empresa, desde a sua fundação, pela qual a pesquisa é concebida e realizada num contexto de sistema de produção de forma que só se completa ao ter os resultados aplicados pelo produtor. Este, por sua vez, e outros segmentos relacionados (associações de criadores, rede de assistência técnica oficial e privada, indústria frigorífica, centrais de inseminação artificial e de biotécnicas reprodutivas, dentre outros), constituem fontes de novas demandas de pesquisa, reiniciando-se o ciclo. Assim sendo, embora num cenário atual bastante favorável, em função da crescente demanda mundial e do mercado interno pelo produto, outros desafios vão surgindo, especialmente, aqueles relacionados à qualidade da carne e eficiência alimentar dos animais, em sistemas de produção mais equilibrados do ponto de vista energético e ambiental. Nesse contexto, o objetivo central desse projeto é desenvolver e aprimorar ações de transferência de tecnologia e de comunicação empresarial na área de melhoramento genético. Para seu alcance, o projeto foi delineado de forma a atender, o mais amplamente possível, diferentes atores e segmentos da cadeia produtiva. 

REDE ANIMAL

Rede de Recursos Genéticos Animais

2009-2015

Rede de Recursos Genéticos Animais(Rede Animal)    A Rede de Recursos Genéticos Animais, ou Rede Animal, é um dos quatro projetos em rede da Plataforma Nacional de Recursos Genéticos. Seu objetivo é coordenar ações e projetos de pesquisa direcionados à conservação, caracterização e uso dos recursos genéticos de animais de grande e pequeno porte no Brasil. Para isso, engloba projetos que visam à obtenção, conservação e caracterização desses recursos genéticos, de forma a disponibilizá-los para utilização futura.      Envolve pesquisas de conservação ex situ (fora do local de origem) e in situ (no habitat dos animais) e de caracterização genética de recursos genéticos de animais domésticos e silvestres.    Para manter o contexto de rede, todos os projetos componentes são interligados entre si e com as demais redes através dos projetos transversais que compõem a Plataforma de Recursos Genéticos.     Todos esses projetos envolvem ações de pesquisa de caracterização genética e de enriquecimento do banco de germoplasma animal e do banco de DNA, além de fazerem uma interface com as atividades de curadoria, documentação e intercâmbio de germoplasma, que compõem a Rede Transversal da Plataforma de Recursos Genéticos.     A Rede Animal reúne projetos com foco em raças “naturalizadas” de animais domésticos, também chamadas de “crioulas” ou “locais”. Essas raças, que incluem bovinos, suínos, caprinos, equinos, asininos e ovinos, se encontram no Brasil desde a época da colonização e, por isso, adquiriram características de rusticidade e adaptabilidade muito importantes para programas de melhoramento genético.     O cruzamento indiscriminado desses animais com raças consideradas mais produtivas fez com que muitos estejam hoje em risco de extinção.     A Rede integra centros de pesquisa, universidades e empresas estaduais de pesquisa, além de associações de criadores e produtores particulares, na conservação desse material genético.    Além disso, há também um projeto pioneiro voltado à conservação de animais silvestres, aquicultura e apicultura.       

PNMGZL

Avaliação genética e seleção para características de importância econômica em raças zebuínas leiteiras

2008-2013

With Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva.

Apesar do crescimento dos índices de produção e de produtividade da pecuária leiteira no Brasil, a globalização da economia, as oscilações de preço dos alimentos no mercado interno e externo, a mudança de hábito alimentar da população, com o crescente interesse por alimentos funcionais, bem como alimentos provenientes de sistemas de produção agroecológicos ou orgânicos, acrescidos da forte demanda por material genético melhorado e de animais adaptados, são fatores relevantes que tem desafiado órgãos de pesquisa e de desenvolvimento na proposição de novos projetos em melhoramento genético de gado de leite, em regiões tropicais, visando identificar novos genótipos de genética superior em características de importância econômica, tais como a produção, a composição e a qualidade do leite. A Embrapa Gado de Leite, em parceria com as Associações de Criadores, com Empresas estaduais de Pesquisa Agropecuária, Universidades e Centrais de Processamento de Sêmen vem executando, com grande sucesso, programas delineados de melhoramento genético para bovinos leiteiros de raças zebuínas e Girolando. Este projeto contemplou ações de pesquisa visando dar continuidade e introdução de inovações tecnológicas nos programas de melhoramento de raças zebuínas leiteiras. O Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro (PNMGL), iniciado em 1985, possibilitou a publicação do resultado da avaliação de 244 reprodutores para 25 características, dos quais 60% foram positivos para produção de leite. Além disso, constam 164 touros em avaliação e anualmente são incluídos novos animais para serem avaliados. As características contempladas no projeto são a produção e composição do leite, análises de contagem de células somáticas e contagem bacteriana total do leite, características de conformação dos animais, medidas de manejo e de temperamento. Visando ampliar o banco de material biológico para utilização nos trabalhos de genética molecular e de seleção genômica, foram coletadas amostras de sangue e de sêmen com extração de DNA, cujo material está sendo mantido em conservação em ambiente apropriado. O coeficiente de parentesco médio de cada touro com a população avaliada também foi publicado anualmente junto aos resultados das avaliações genéticas dos touros, servindo de base para os produtores nos programas de acasalamentos a serem realizados, visando evitar problemas de endogamia. Os dados coletados permitiram a realização de estudos técnicos e científicos sobre o desempenho da raça, possibilitando propor melhorias nos processos de seleção, contribuindo sobremaneira para o melhoramento da raça. Uma das ações do projeto contemplou o estudo da persistência da lactação utilizando-se dados de produção de 57.167 lactações de rebanhos Gir leiteiro e resultados de avaliação genética, avaliando modelos de regressão aleatória para produção de leite no dia do controle, usando polinômios de Legendre ou Funções Spline linear. Os resultados alcançados neste projeto têm gerado impactos bastante positivos sobre a média de produção de características produtivas e reprodutivas e sobre a venda de sêmen, especialmente sêmen sexado para fêmeas, embriões e animais de genética superior, tanto no mercado interno, como no externo. O trabalho contemplou a partir de 1994 a implantação do Programa Nacional de Melhoramento do Guzerá para Leite, que incluiu o esquema de seleção em núcleo de múltipla ovulação e transferência de embriões (MOET), considerando, também o acompanhamento das principais características de importância econômica para a raça. Nesta fase do projeto foram avaliados 264 reprodutores ou famílias do núcleo MOET, 54 do teste de progênie (42 positivos para leite), 55 utilizando informações do Arquivo Zootécnico Nacional (33 positivos para leite), e 155 famílias no núcleo de Múltipla Ovulação e Transferência de Embriões (142 positivos para leite), para oito características, sendo quatro referentes a marcadores moleculares. No mesmo projeto foi realizado o estudo com fêmeas Guzerá, avaliadas pelos métodos de escores subjetivos (TS) e reatividade em ambiente de contenção móvel (TR). O temperamento de fêmeas Guzerá foi variável e rebanho foi o fator mais importante associado ao comportamento reativo das mesmas. Nas fazendas que adotam práticas de manejo positivo as fêmeas apresentaram-se mais dóceis, demonstrando que animais da raça Guzerá respondem bem às rotinas deste tipo de manejo. Fêmeas não lactantes foram mais reativas, decorrente de não terem ainda sido manejadas como rotina. Ao contrário, tenderam a apresentar médias mais baixas de reatividade com o aumento da idade. Constatou-se, sobretudo, que a forma de criação ou de manejo adotado no sistema de produção constituiu fator fundamental na redução da reatividade de fêmeas da raça Guzerá. Portanto, criatórios de animais desta raça devem adotar procedimento de manejo que favoreça boa adaptação para evitar problemas de baixa produção ou questões de temperamento, pela falta de adoção de prática apropriada de criação dos animais. Utilizando genotipagens por microssatélites foi possível caracterizar grupos ou linhagens nas raças Gir Leiteiro e Guzerá. Ao todo, foram selecionados 16 marcadores moleculares que se mostraram robustos para a realização de análises moleculares nestas raças, principalmente na verificação de paternidade e diversidade genética intra e interpopulacional, sendo possível caracterizar, de forma objetiva, as principais linhagens que compõem a história do Gir Leiteiro no país. O mesmo painel foi utilizado com sucesso, com alguns ajustes, para correção de genealogia e identificação de paternidade na raça Sindi. Por meio de trabalho em análise genômica quatro linhagens de animais Gir Leiteiro ficaram muito bem caracterizadas. Os resultados obtidos demonstraram que os programas de seleção e as ações de pesquisa nos projetos em desenvolvimento tem priorizado a avaliação genética de reprodutores com representantes das diferentes linhagens, de modo a garantir a diversidade genética existente, bem como a consideração de linhagens alternativas, visando aumentar a variabilidade genética e redução da endogamia entre as linhagens mais endogâmicas. Ficou demonstrado no projeto que a produção de animais por meio da fertilização in vitro, em núcleo de múltipla ovulação ou mesmo em rebanhos individuais, nas duas raças (Gir Leiteiro e Guzerá), é tecnologia altamente viável como processo de multiplicação de genótipos superiores em animais zebuínos. O processo foi comprovado nos trabalhos realizados na EPAMIG (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), no Campo Experimental Getúlio Vargas, que renovou o rebanho Gir Leiteiro em um curto período, e dentro do Núcleo MOET de seleção na raça Guzerá. O Programa de melhoramento na raça Sindi, mais uma ação prevista no projeto, foi iniciado. Foram selecionados seis reprodutores para serem incluídos em avaliação genética. Os touros tiveram o sêmen coletado (500 doses por touro) e envasado em palhetas contendo os códigos de cada touro. A distribuição do sêmen teve início durante a vigência do projeto e continuará sendo realizada pela ABCSindi (Associação Brasileira de Criadores de Sindi), com a responsabilidade de também realizar a coleta dos dados fenotípicos e envio das informações para a coordenação do programa na Embrapa Gado de Leite que se responsabilizará pela organização da base de dados e realização de avaliações genéticas e publicação de resultados. Observou-se que animais manejados em condições ótimas (suplementação e/ou em regime de confinamento) com ou sem uso de substâncias galactogênicas apresentam maior persistência da lactação em relação ao grupo de animais manejados em condições mais restritas. Além disso, animais melhor manejados apresentaram padrão da curva de lactação passando por um pico, com redução suave ao longo da lactação. Por outro lado, animais criados a pasto (ou manejo mais pobre) apresentam padrão da curva de lactação praticamente linear com redução constante ao longo da lactação. Modelo de regressão aleatória, com polinômios de Legendre cúbico para os efeitos genético aditivo e de ambiente permanente mostrou-se mais adequado para realização de avaliação genética de animais Gir leiteiro, com resultado similar obtido para a raça Guzerá. Portanto, este deverá ser o procedimento a ser adotado nas avaliações genéticas de animais zebuínos. Os avanços técnicos obtidos deste trabalho, que tem propiciado grandes ganhos para o setor, justificam a proposição de novos projetos com objetivos e metas similares e com inovações, considerando fundamental a inclusão da seleção genômica, tecnologia mais atual, com maior envolvimento de instituições parceiras, sobretudo da iniciativa privada, que poderá contribuir para nortear novas ações. Pela relevância do tema melhoramento genético para o desenvolvimento da pecuária leiteira nacional, sugere-se expandir os programas nas raças zebuínas e Girolando no Brasil atendendo demanda do mercado e tornando, cada vez mais, o Brasil referência mundial nos trabalhos de seleção nestas raças envolvendo os diversos sistemas de produção. O projeto Estratégias de melhoramento genético para as raças Gir Leiteiro, Guzerá, Sindi e Girolando em sistemas sustentáveis de produção de leite se constitui na continuação deste trabalho na Embrapa Gado de Leite.

QUALILAGES

Contribuição científica para o desenvolvimento da cadeia mercadológica da carne do bovino Crioulo Lageano

2008-2010

Education


(in portuguese)

Doutorado in Ciências Biológicas (Biologia Molecular)

Universidade de Brasília

2002-2007

Mestrado in Ciências Biológicas Genética

Universidade de São Paulo

1992-1995

Graduação in Medicina Veterinária

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

1983-1987

Languages


(in portuguese)

Português

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Inglês

Compreende bem, fala razoavelmente, lê bem e escreve razoavelmente.

Francês

Compreende razoavelmente, fala pouco, lê razoavelmente e escreve pouco.

Espanhol

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Last update in 02/22/2019 11:35:09 AM.

Powered by Pandora from PLEASE Lab.