Embrapa Gado de Corte
Andrea Alves do Egito

Andréa Alves do Egito

Chefia Adjunta de Pesquisa e Desenvolvimento

Enviar e-Mail de Contato

(67) 3368-2177

Cartão de Visita

http://lattes.cnpq.br/3093786867437463

Embrapa Gado de Corte

Área de Conhecimento

Ciências Agrárias » Zootecnia » Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos

Palavras-chave

ADN, Animal production, BIOCLIMATOLOGIA, Biometric, Bovino Pantaneiro, Bovinos, Bubalus bubalis, CONSERVATION GENETICS, Criopreservação de embriões, Diversidade haplotípica, Estrutura de populações, Genética Molecular, Iberian livestock breeds, Identificação do sexo, Ovis aires, Ovis aries, PCR-RFLP, Programa de conservação nacional, RAPD, RAPDs, Transferência de Embriões, Vitrificação, assignment tests, banco de DNA, banco de germoplasma, bovino, bubalinos, capacitação laboratorial, caprinos, caracterización genetica, caracterização genética, cattle, concentração de DNA, congelamento de embriões, congelamento embrionário, conservation, conservação, conservação de leucócitos, conservação de recursos genéticos, conservação in situ, conservação recursos genéticos, criopreservação, criopreservação de ovócitos, crioprotetor, cursos de conservação, distância genética, diversidade genética, domestic animal diversity, embriologia, embriões equinos, estresse calórico, estrutura populacional, estudo populacional, extração de DNA, extração não-orgânica, extração orgânica, genetic resources, genética da conservação, genética de populações, liofilização, marcador Y-específico, marcador macho-espeçifico, marcador molecular, marcadores moleculares, marmoreio, medidas corporais, microsatélites, microssatélites, molecular markers, mtDNA, natural selection, ovinos, polimorfismo protéico, primer randômico, raça naturalizada, raças autóctonas e crioulas, raças bovinas, raças crioulas, raças locais, raças nativas, raças naturalizadas, recursos genéticos, recursos genéticos animais, reprodução animal, respostas fisiológicas, suínos, teach, teste de paternidade, tipos raciais, tolerância ao calor, ultrasound, variabilidade genética e ácidos graxos

Projetos

VERTANIMAL

Gestão da Vertente Animal no Portfólio REGEN

2016-2020

Com Alessandra Corallo Nicacio e Roberto Augusto de Almeida Torres Junior.

MAXGEN

Integração de genética molecular e quantitativa na geração de tecnologias para o melhoramento genético de gado de corte

2016-2019

Com Fabiane Siqueira, Luiz Otavio Campos da Silva e Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva.

PCO

Genética de paisagem e resistência a doenças: uma avaliação georreferenciada de padrões genéticos para estudos sanitários, de conservação e de caracterização de rebanhos bovinos Curraleiro Pé-Duro e Pantaneiro

2013-2019

MAXITT

Transferência de tecnologia e prospecção de demandas em programas de melhoramento genético para a produção sustentável de carne bovina

2015-2019

Com Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Camilo Carromeu, Dalizia Montenario de Aguiar, Edson Espindola Cardoso, Erno Suhre, Fabiane Siqueira, Filipe Toscano de Brito Simoes Correa, Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes, Luiz Antonio Dias Leal, Luiz Otavio Campos da Silva, Mariana de Aragao Pereira, Paulo Roberto Duarte Paes, Roberto Augusto de Almeida Torres Junior, Rodrigo Carvalho Alva, Rodrigo da Costa Gomes e Thais Basso Amaral.

A pecuária de corte brasileira experimentou uma verdadeira revolução em pouco mais de 40 anos. De uma condição de insegurança alimentar e dependência externa, o país passou a ocupar a posição de maior exportador mundial de carne bovina, mesmo depois de usar para abastecimento do mercado interno cerca de 80% da produção total. Esse progresso foi alcançado pelo trabalho dos produtores, no campo, em interação com os demais segmentos da cadeia produtiva, a partir da utilização das tecnologias geradas pela pesquisa, com significativa participação da Embrapa. Essa realidade histórica é uma demonstração inequívoca do sucesso da filosofia de trabalho adotada pela empresa, desde a sua fundação, pela qual a pesquisa é concebida e realizada num contexto de sistema de produção de forma que só se completa ao ter os resultados aplicados pelo produtor. Este, por sua vez, e outros segmentos relacionados (associações de criadores, rede de assistência técnica oficial e privada, indústria frigorífica, centrais de inseminação artificial e de biotécnicas reprodutivas, dentre outros), constituem fontes de novas demandas de pesquisa, reiniciando-se o ciclo. Assim sendo, embora num cenário atual bastante favorável, em função da crescente demanda mundial e do mercado interno pelo produto, outros desafios vão surgindo, especialmente, aqueles relacionados à qualidade da carne e eficiência alimentar dos animais, em sistemas de produção mais equilibrados do ponto de vista energético e ambiental. Nesse contexto, o objetivo central desse projeto é desenvolver e aprimorar ações de transferência de tecnologia e de comunicação empresarial na área de melhoramento genético. Para seu alcance, o projeto foi delineado de forma a atender, o mais amplamente possível, diferentes atores e segmentos da cadeia produtiva. 

REDE ANIMAL

Rede de Recursos Genéticos Animais

2009-2015

Rede de Recursos Genéticos Animais(Rede Animal)    A Rede de Recursos Genéticos Animais, ou Rede Animal, é um dos quatro projetos em rede da Plataforma Nacional de Recursos Genéticos. Seu objetivo é coordenar ações e projetos de pesquisa direcionados à conservação, caracterização e uso dos recursos genéticos de animais de grande e pequeno porte no Brasil. Para isso, engloba projetos que visam à obtenção, conservação e caracterização desses recursos genéticos, de forma a disponibilizá-los para utilização futura.      Envolve pesquisas de conservação ex situ (fora do local de origem) e in situ (no habitat dos animais) e de caracterização genética de recursos genéticos de animais domésticos e silvestres.    Para manter o contexto de rede, todos os projetos componentes são interligados entre si e com as demais redes através dos projetos transversais que compõem a Plataforma de Recursos Genéticos.     Todos esses projetos envolvem ações de pesquisa de caracterização genética e de enriquecimento do banco de germoplasma animal e do banco de DNA, além de fazerem uma interface com as atividades de curadoria, documentação e intercâmbio de germoplasma, que compõem a Rede Transversal da Plataforma de Recursos Genéticos.     A Rede Animal reúne projetos com foco em raças “naturalizadas” de animais domésticos, também chamadas de “crioulas” ou “locais”. Essas raças, que incluem bovinos, suínos, caprinos, equinos, asininos e ovinos, se encontram no Brasil desde a época da colonização e, por isso, adquiriram características de rusticidade e adaptabilidade muito importantes para programas de melhoramento genético.     O cruzamento indiscriminado desses animais com raças consideradas mais produtivas fez com que muitos estejam hoje em risco de extinção.     A Rede integra centros de pesquisa, universidades e empresas estaduais de pesquisa, além de associações de criadores e produtores particulares, na conservação desse material genético.    Além disso, há também um projeto pioneiro voltado à conservação de animais silvestres, aquicultura e apicultura.       

PNMGZL

Avaliação genética e seleção para características de importância econômica em raças zebuínas leiteiras

2008-2013

Com Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva.

QUALILAGES

Contribuição científica para o desenvolvimento da cadeia mercadológica da carne do bovino Crioulo Lageano

2008-2010

Formação Acadêmica

Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Molecular)

Universidade de Brasília

2002-2007

Mestrado em Ciências Biológicas Genética

Universidade de São Paulo

1992-1995

Graduação em Medicina Veterinária

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

1983-1987

Idiomas

Português

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Inglês

Compreende bem, fala razoavelmente, lê bem e escreve razoavelmente.

Francês

Compreende razoavelmente, fala pouco, lê razoavelmente e escreve pouco.

Espanhol

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Última atualização em 19-01-2015 10:01:30.

Powered by Pandora from PLEASE Lab.