Embrapa Gado de Corte
Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes

Gilberto Romeiro de O. Menezes

Chefia Adjunta de Pesquisa e Desenvolvimento

Enviar e-Mail de Contato

(67) 3368-2103

Cartão de Visita

Embrapa Gado de Corte

Área de Conhecimento

Ciências Agrárias » Zootecnia » Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos

Projetos

+ENGORDA

Soluções para a produção, qualidade e valorização do novilho precoce do Cerrado e do Pantanal

2016-2020

Com Gelson Luis Dias Feijo, Luiz Orcirio Fialho de Oliveira e Rodrigo da Costa Gomes.

MAXITT

Transferência de tecnologia e prospecção de demandas em programas de melhoramento genético para a produção sustentável de carne bovina

2015-2019

Com Andrea Alves do Egito, Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Camilo Carromeu, Dalizia Montenario de Aguiar, Edson Espindola Cardoso, Erno Suhre, Fabiane Siqueira, Filipe Toscano de Brito Simoes Correa, Luiz Antonio Dias Leal, Luiz Otavio Campos da Silva, Mariana de Aragao Pereira, Paulo Roberto Duarte Paes, Roberto Augusto de Almeida Torres Junior, Rodrigo Carvalho Alva, Rodrigo da Costa Gomes e Thais Basso Amaral.

A pecuária de corte brasileira experimentou uma verdadeira revolução em pouco mais de 40 anos. De uma condição de insegurança alimentar e dependência externa, o país passou a ocupar a posição de maior exportador mundial de carne bovina, mesmo depois de usar para abastecimento do mercado interno cerca de 80% da produção total. Esse progresso foi alcançado pelo trabalho dos produtores, no campo, em interação com os demais segmentos da cadeia produtiva, a partir da utilização das tecnologias geradas pela pesquisa, com significativa participação da Embrapa. Essa realidade histórica é uma demonstração inequívoca do sucesso da filosofia de trabalho adotada pela empresa, desde a sua fundação, pela qual a pesquisa é concebida e realizada num contexto de sistema de produção de forma que só se completa ao ter os resultados aplicados pelo produtor. Este, por sua vez, e outros segmentos relacionados (associações de criadores, rede de assistência técnica oficial e privada, indústria frigorífica, centrais de inseminação artificial e de biotécnicas reprodutivas, dentre outros), constituem fontes de novas demandas de pesquisa, reiniciando-se o ciclo. Assim sendo, embora num cenário atual bastante favorável, em função da crescente demanda mundial e do mercado interno pelo produto, outros desafios vão surgindo, especialmente, aqueles relacionados à qualidade da carne e eficiência alimentar dos animais, em sistemas de produção mais equilibrados do ponto de vista energético e ambiental. Nesse contexto, o objetivo central desse projeto é desenvolver e aprimorar ações de transferência de tecnologia e de comunicação empresarial na área de melhoramento genético. Para seu alcance, o projeto foi delineado de forma a atender, o mais amplamente possível, diferentes atores e segmentos da cadeia produtiva. 

MAXIDEP

Desenvolvimento e implementação de metodologias genético-estatísticas em avaliações genéticas de gado de corte

2015-2018

Com Andrea Gondo e Roberto Augusto de Almeida Torres Junior.

Programas de melhoramento genético de gado de corte são estratégicos para que a pecuária de corte brasileira cresça em produtividade e eficiência. Um dos principais aspectos para o sucesso de um programa de melhoramento genético de gado de corte é a correta identificação dos indivíduos geneticamente superiores para características de importância econômica. Não por acaso, os métodos usados na identificação desses indivíduos têm evoluído desde a domesticação dos bovinos, sendo alvo de importante parcela de pesquisas em todo o mundo. Partindo da simples avaliação visual, chegou-se às atuais avaliações genéticas nas quais, por meio de complexos modelos genético-estatísticos, são combinados dados fenotípicos e genealógicos, permitindo a predição do valor genético de cada indivíduo para as diversas características de interesse econômico. No entanto, apesar dos grandes avanços teóricos alcançados, os programas de melhoramento de gado de corte do Brasil ainda adotam, em suas avaliações genéticas de rotina, metodologias genético-estatísticas limitadas quando comparadas àquelas citadas na literatura mundial. Assim, o objetivo deste projeto é desenvolver metodologias e ferramentas para avaliação genética de grandes populações que otimizem o processo seletivo em programas de melhoramento genético de gado de corte.

MAXISEL

Elaboração de estratégias e índices de seleção aplicados em gado de corte com abordagem econômica e ambiental

2015-2018

Com Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Davi Jose Bungenstab, Guilherme Cunha Malafaia, Luiz Otavio Campos da Silva e Roberto Augusto de Almeida Torres Junior.

O projeto tem como foco a coleta e a geração/ampliação de bases de dados de raças zebuínas, taurinas, adaptadas e compostas visando à disponibilização de informações técnicas para identificar indivíduos geneticamente superiores para a produção sustentável de carne bovina, em sintonia com os sistemas de produção característicos de diferentes ecossistemas do País. Estratégias e ferramentas de identificação de genótipos superiores, estabelecidos junto aos selecionadores, devem estar inseridas em programas de melhoramento genético de bovinos de corte, com clara definição de objetivos e correta coleta de dados produzindo estimativas de valores genéticos de qualidade e possibilitando as práticas de seleção e acasalamento. Sendo assim, este projeto fará coletas de dados padronizadas e sistêmicas realizadas em duas vertentes. A primeira incluirá registros inerentes aos animais relativos aos pedigrees e às características de desempenho produtivo e reprodutivo, assim como a coleta de material biológico para extração de DNA que possibilitará a genotipagem dos animais para estudos com vistas à seleção genômica e estudos de associação de genômica ampla. A segunda vertente incluirá registros dos sistemas de produção considerando seus custos e receitas, assim como consumo de recursos naturais manufaturados ou não.

+ CRIA

Inovações para a cria no Pantanal e no Cerrado, visando à produção de novilho precoce

2015-2018

Com Alessandra Corallo Nicacio, Luiz Orcirio Fialho de Oliveira e Rodrigo da Costa Gomes.

PLATAFORMA

Plataforma +Precoce: sistemas melhorados para a produção do novilho precoce

2014-2018

Com Alessandra Corallo Nicacio, Camilo Carromeu, Davi Jose Bungenstab, Fernando Paim Costa, Mariana de Aragao Pereira, Rodrigo Carvalho Alva, Rodrigo da Costa Gomes e Sergio Raposo de Medeiros.

O objetivo do projeto é desenvolver uma ferramenta Web (Plataforma +Precoce) para a organização e disponibilização de informações a respeito de sistemas de cria, recria e engorda para a produção de bovinos destinados a programas e parcerias que bonificam carcaças por qualidade. Chamada de Plataforma +Precoce em alusão ao “novilho precoce”, um termo relacionado à qualidade, permitirá a geração de indicadores econômicos e ambientais para auxiliar o produtor na tomada de decisão e irá caracterizar a adequação esperada para os diversos programas e parcerias de carne de qualidade dos animais produzidos em cada sistema disponibilizado. 

MAXPRECOCE

Integração de recursos nutricionais e genéticos para a produção de carne bovina de qualidade no sistema precoce

2013-2016

Com Gelson Luis Dias Feijo, Roberto Augusto de Almeida Torres Junior, Rodrigo da Costa Gomes e Sergio Raposo de Medeiros.

Ultimamente, diversas alianças mercadológicas têm sido criadas no Brasil, com o objetivo de consolidar novas formas de comercialização de carne bovina com base na produção de animais dentro de critérios técnicos que permitam a produção de carne de qualidade e, por isso, mais valorizada. Entretanto, um dos desafios dessas alianças é obter a eficiência biológica necessária para tornar a atividade viável economicamente. Desta forma, o objetivo do projeto é avaliar a integração entre diferentes estratégias de suplementação a pasto, na fase de recria, e de diferentes grupos genéticos sobre o desempenho, a eficiência biológica e econômica e a qualidade da carne de bovinos produzidos sob o sistema precoce, com terminação em confinamento. Ao longo do estudo, duas safras de novilhos e novilhas cruzadas com variados graus de sangue Nelore, Caracu, Canchim, Braford e Angus serão recriadas em pasto de capim Marandu e posteriormente terminadas em confinamento. Durante a recria a pasto, diferentes estratégias de suplementação serão avaliadas, com especial foco no uso do antibiótico virginiamicina em suplementos proteicos de seca e em mistura mineral de águas. Sendo os animais posteriormente submetidos ao mesmo regime de confinamento, os resultados destas diferentes estratégias poderão ser então comparados sob uma visão integrada das fases de recria e de terminação e sob à luz de aspectos econômicos e da qualidade da carne produzida. Ao final do estudo, espera-se disponibilizar recomendações de suplementação na fase de recria e de grupo genético que permita a produção de carne de novilho precoce com custo da arroba produzida 10% menor que a média dos grupos avaliados. Posteriormente, possíveis interessados tais como Associação Sul-matogrossense de Produtores de Novilhos Precoce, associações das raças Caracu, Canchim, Braford e Brangus, empresas parceiras na área de nutrição animal e sistema Famasul-Senar, serão contatadas para divulgação dos resultados obtidos, por meio de palestras, documentos da série Embrapa, newsletter dos próprios parceiros.

ANAVACDNA

Caracterização de Novas Ferramentas Biotecnológicas como Alternativa para o Controle da Anaplasmose Bovina

2013-2016

Com Flabio Ribeiro de Araujo, Gracia Maria Soares Rosinha, Lenita Ramires dos Santos e Marlene de Barros Coelho Caviglioni.

A anaplasmose bovina, doença infecto-contagiosa causada pela riquétsia intra-eritrocítica Anaplasma marginale, causa sérios prejuízos econômicos à pecuária de gado de corte e de leite, devido à alta morbidade e mortalidade em rebanhos bovinos susceptíveis. Este projeto visa o desenvolvimento de vacinas que sejam mais eficientes, mais seguras, de menor custo, maior reprodutibilidade e eficácia que as atuais.

SISGENE

Abordagem genômica como estratégia para produção sustentável de carne bovina na região do Brasil Pecuário.

2012-2014

Com Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Fabiane Siqueira, Gelson Luis Dias Feijo, Luiz Otavio Campos da Silva, Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva, Roberto Augusto de Almeida Torres Junior e Sergio Raposo de Medeiros.

PARCERGEN

Estratégias e ferramentas para a identificação e uso de genótipos melhoradores na produtividade sustentável da carne bovina

2012-2014

Com Andrea Gondo, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, Fabiane Siqueira, Luiz Otavio Campos da Silva, Marilene Veiga Miranda Fonseca, Paulo Roberto Duarte Paes e Roberto Augusto de Almeida Torres Junior.

Última atualização em 04-10-2013 14:22:48.

Powered by Pandora from PLEASE Lab.