Embrapa Gado de Corte
Jose Raul Valerio

José Raul Valério

Chefia Adjunta de Pesquisa e Desenvolvimento

Enviar e-Mail de Contato

(67) 3368-2182

Cartão de Visita

http://lattes.cnpq.br/7575045115260459

Embrapa Gado de Corte

Resumo

Possui graduação em Agronomia pela Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1975); mestrado em Entomologia Econômica, Mississippi State University (1978) e doutorado em Entomologia Econômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, USP (1986). Realizou pós-doutorado em Resistência de Plantas a Insetos, University of Nebraska, Lincoln. É Pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, responsável pelo Laboratório de Entomologia de Plantas Forrageiras Tropicais na Embrapa Gado de Corte. Experiência na área de entomologia de plantas forrageiras tropicais, com ênfase em cigarrinhas-das-pastagens e cupins-de-montículo, atuando principalmente nos seguintes temas: a) Resistência de gramíneas forrageiras, visando ao lançamento de novas cultivares de Brachiaria, Panicum e Paspalum resistentes às cigarrinhas Notozulia entreriana, Deois flavopicta, Mahanarva fimbriolata e Mahanarva sp. e; b) Bioecologia das cigarrinhas. Bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora - DT II.

Área de Conhecimento

Ciências Agrárias » Agronomia » Fitossanidade

Palavras-chave

Abamectin, Acaros, Adaptação, Antibiose, Auchenorrhyncha, Avaliação de danos, Bermudagrass, Bermudagrass varieties, Blissus antillus, Blissus leucopterus, Blissus slateri, Bovino de corte, Bovinocultura, Brachiaria, Brachiaria brizantha, Brachiaria grasses, Brachiaria humidicula, Brachiaria ruziziensis, Cafe, Cana-de-açúcar, Capim Tangola, Capim de Burro, Cercopidae, Cigarrinha, Cigarrinhas-das-pastagens, Coletânea, Colletotrichum gloeosporioides, Colonião, Consorciação, Controle biológico, Controle de pragas, Cornitermes, Cornitermes bequaerti, Cornitermes cumulans, Cornitermes cumuluns, Cornitermes snyderi, Cultivar massai, Cupim de monticulo, Danos, Degradação de pastagens, Deois Flavopicta, Deroceras reticulatum, Diversificação das pastagens, Doenças, Estilosantes, Estresse hídrico, Fall armyworm, Flutuação populacional, Fogo, Forrageiras, Forragicultura, Fungo Metarhizium, Gramineas forrageiras, Haematobia irritans, Homoptera, Homoptera cercopidae, Inimigos naturais, Insecta, Inseticida, Insetos, Isoptera, Lagarta Militar, Lagarta do Cartucho do Milho, Lagartas das pastagens, Leguminosa, Leguminosa forrageira, Levantamento populacional, Mahanarva fimbriolata, Manejo Integrado de Pragas, Marandu, Mombaca, Morte de pastagens, N absortion, Ninfas, Notozulia entreriana, Nutrição animal, Nível de infestação, Oviposition preference, Panicum Maximum, Parasitóide, Paspalum atratum, Paspalum attratum, Pastagem, Pastagens, Percevejo Castanho, Percevejo das gramíneas, Praga, Pragas das Pastagens, Queimada, Reflorestamento, Resistência de plantas a insetos, Sampling efficiency, Seminários, Sequential sampling, Slugs, Solo, Spittlebugs, Spodoptera frugiperda, Syntermes, Tanner grass, Tanzania, Taxa de excreção, Taxonomia, Termitidae, Tolerância, Valor nutritivo, Zulia entreriana, agar-agua, antibiosis, caracteristicas agronomicas, chemical control, chromosomal characterization, citogenética, coffee, copper-oxychloride, cupins, pastagens, cytogenetics, dicrotophos, endosulfan, feeding, forage grass, froghopper, froghpper, grasses, holocentric chromosomes, host plant resistance, host plant resistence, karyotype, kinetic analysis, mechanical control, morfologia, nitrogen utilization, ovos de cigarrinhas, pasture pests, pest e spermatogenesis

Projetos

BRACMELHOR

Melhoramento genético e desenvolvimento de cultivares de Brachiaria spp. visando à sustentabilidade da produção pecuária

2015-2019

Com Andrea Raposo, Cacilda Borges do Valle, Celso Dornelas Fernandes, Dalizia Montenario de Aguiar, Denise Baptaglin Montagner, Edson Espindola Cardoso, Erno Suhre, Fabricia Zimermann Vilela Torres, Haroldo Pires de Queiroz, Jaqueline Rosemeire Verzignassi, Karem Guimaraes Xavier Meireles, Lucimara Chiari, Luiz Antonio Dias Leal, Manuel Claudio Motta Macedo, Mariane de Mendonca Vilela, Roberto Giolo de Almeida, Rodrigo Amorim Barbosa, Rosangela Maria Simeao Resende, Sanzio Carvalho Lima Barrios, Valdemir Antonio Laura e Valeria Pacheco Batista Euclides.

O objetivo do projeto é desenvolver e lançar novas cultivares de braquiária com diferenciais qualitativos, de produtividade e resistência a estresses bióticos e abióticos para diferentes ecossistemas de produção animal e sistemas integrados visando contribuir para uma produção pecuária sustentável. Gramíneas do gênero Brachiaria vêm contribuindo decisivamente para o desenvolvimento da bovinocultura nacional fazendo do Brasil o segundo maior produtor e maior exportador mundial de carne bovina. Como a maioria do rebanho bovino é criada e terminada a pasto, o diferencial qualitativo do produto brasileiro são animais produzidos com menor risco associado à “vaca louca”, observando o bem estar animal e menor custo de produção. Ademais, com as mudanças climáticas previstas torna-se ainda mais importante o desenvolvimento de novas cultivares de Brachiaria, garantindo maior produtividade, adaptação a estresses e melhor valor nutritivo visando mitigar a emissão de gases de efeito estufa pelos bovinos em pastejo, de forma a garantir a sustentabilidade desse agronegócio. A diversificação dos extensos monocultivos de braquiária e a demanda crescente por novas cultivares superiores às existentes são o principal foco a ser trabalhado nesse projeto, uma continuação do projeto finalizado em março de 2015 que liberou as cultivares BRS Paiaguás e BRS Tupi, ambas registradas e protegidas.  

CULTIPAN

Desenvolvimento de cultivares de Panicum maximum para a diversificação, sustentabilidade e intensificação das pastagens

2015-2019

Com Alexandre Romeiro de Araujo, Andrea Raposo, Celso Dornelas Fernandes, Dalizia Montenario de Aguiar, Edson Espindola Cardoso, Erno Suhre, Fabricia Zimermann Vilela Torres, Haroldo Pires de Queiroz, Jaqueline Rosemeire Verzignassi, Karem Guimaraes Xavier Meireles, Liana Jank, Lucimara Chiari, Luiz Antonio Dias Leal, Mariane de Mendonca Vilela, Marlene de Barros Coelho Caviglioni, Mateus Figueiredo Santos, Roberto Giolo de Almeida, Rodrigo Amorim Barbosa e Valdemir Antonio Laura.

O objetivo do projeto é desenvolver cultivares de Panicum maximum com elevada produção e qualidade, resistentes a Bipolaris maydis e cigarrinhas das pastagens, e com adaptação a pelo menos um estresse edafoclimático, que permitam uma maior diversificação, sustentabilidade e intensificação das pastagens. O Panicum maximum é uma espécie de gramínea forrageira de alto grau de importância para as cadeias produtivas de bovinos e ovinos no Brasil e no mundo, por se destinar à intensificação dos sistemas de produção e conferir excelente acabamento nos animais. A Embrapa Gado de Corte é a instituição única no mundo que dispõe de germoplasma da espécie, representativo da variabilidade natural e com formas sexuais que permitem a realização do melhoramento genético. No Brasil, apenas 10% da produção bovina vem de confinamento, o restante sendo de bovinos criados e engordados a pasto. Enquanto as braquiárias ocupam áreas de solos de baixa a média fertilidade no país e plantios em sistema extensivos de produção, o P. maximum ocupa solos de média a alta fertilidade em sistemas de produção intensivos. Estima-se que existem em torno de 20 milhões de hectares de P. maximum no Brasil, todos de cultivares desenvolvidas pela Embrapa. A presente proposta é a continuação do projeto “Desenvolvimento de cultivares de Panicum maximum para diversificação e intensificação das pastagens”, que resultou no lançamento do P. maximum cv. BRS Zuri, registrada e protegida no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e no registro da cv. BRS Tamani também no Mapa. O objetivo do atual projeto é lançar comercialmente duas cultivares e ter uma sendo finalizada para lançamento. 

PCPAST

Bioecologia do percevejo castanho (Hemiptera: Cydnidae: Scaptocorinae) em pastagens

2013-2017

Com Fabricia Zimermann Vilela Torres.

O percevejo castanho é considerado uma importante praga de pastagens, tendo ocasionado danos em gramíneas forrageiras já há algum tempo. Recentemente tem sido verificada sua presença em pastagens, principalmente de Brachiaria spp., não raramente associada a pastos debilitados ou mortos por efeitos de condições climáticas adversas, como secas prolongadas. Em 2010, Mato Grosso do Sul sofreu uma estiagem prolongada que teve como uma das consequências mais severas a morte de pastagens, onde além dos pastos tomados por capins secos e/ou plantas invasoras, foram também detectados focos com infestação de percevejo castanho. Estudos de bioecologia desses percevejos são escassos, principalmente por se tratar de um inseto subterrâneo. Alguns trabalhos já foram realizados em grandes culturas, como soja e algodão, norteando as pesquisas iniciais com pastagens. Propõe-se neste projeto avaliar a flutuação populacional, dinâmica no perfil do solo, biologia e preferência do percevejo castanho por diferentes espécies forrageiras largamente utilizadas em Mato Grosso do Sul. Espera-se que os resultados obtidos possam contribuir com as respostas para alguns dos problemas que têm sido observados em pastagens nos últimos anos.

FORSUL 2

Consolidação e ampliação do Programa de Desenvolvimento de Cultivares Forrageiras para o Brasil Meridional

2012-2015

Um dos maiores problemas da pecuária no Brasil Meridional tem sido a escassez de cultivares das espécies forrageiras mais adaptadas a essa região. Além disso, devido ao aquecimento global e à demanda de aumento da produtividade com redução do uso de insumos, há necessidade de estudos de germoplasma tolerante a estresses abióticos, como a seca, e avaliação de organismos simbiontes para promover a fixação biológica de nitrogênio em gramíneas. Assim, este projeto teve o objetivo de desenvolver populações melhoradas de algumas das mais importantes espécies forrageiras adaptadas às diferentes condições edafoclimáticas e sistemas de produção do Brasil Meridional. O trabalho deu continuidade a projetos anteriores relacionados ao desenvolvimento de cultivares de forrageiras com alto potencial produtivo para a estação fria no sul do Brasil. O trabalho contou com a parceria de sete centros de pesquisa da Embrapa (Embrapa Gado de Leite, Embrapa Clima Temperado, Embrapa Pecuária Sudeste, Embrapa Pecuária Sul, Embrapa Produtos e Mercados, Embrapa Trigo e Embrapa Gado de Corte) e de seis universidades (UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados, UFPEL - Universidade Federal de Pelotas, UFLA - Universidade Federal de Lavras, UEM - Universidade Estadual de Maringá, UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul e USP-ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz”).

PASPAGRAMA

Valoração de genótipos: acessos de espécies nativas de Paspalum como fonte de cultivares para fins paisagísticos e de recobrimento de superfícies de solo

2011-2015

Com Liana Jank.

O cultivo de gramados para paisagismo, recreação, controle de erosões e estabilização de encostas, em muitos países, constitui um ramo do agronegócio que envolve centenas de milhões de dólares. Não há registro no Brasil de cultivares desenvolvidas especialmente para gramados. A Embrapa Pecuária Sudeste mantém um banco ativo de gênero de gramíneas tropicais e subtropicais que inclui mais de 330 espécies. Dezenas delas apresentam potencial de uso como gramados. O projeto busca identificar acessos de espécies nativas desse gênero que possam ser utilizados como cobertura vegetal de superfícies de solo submetidas à baixa ou nenhuma frequência de pisoteio para paisagismo, recobrimento e proteção contra erosões. E permitam, também, a obtenção rápida de relvados de baixa manutenção e manutenção intensiva, adaptados a diferentes regiões do Brasil.

BRACDECSRR

Obtenção de híbridos apomíticos superiores em Brachiaria decumbens por meio de seleção recorrente recíproca

2013-2015

Com Cacilda Borges do Valle e Sanzio Carvalho Lima Barrios.

PROTEOMICS

"Identificação de proteínas diferencialmente expressas em Brachiaria brizantha, em resposta à infestação pela cigarrinha-das-pastagens Notozulia entreriana: uma abordagem proteômica".

2008-2010

Com Karem Guimaraes Xavier Meireles.

NOVACULTPM

Obtenção de novas cultivares de Panicum maximum para diversificação e intensificação das pastagens brasileiras

2007-2010

Com Celso Dornelas Fernandes, Fernando Alvarenga Reis, Liana Jank, Lucimara Chiari, Manuel Claudio Motta Macedo, Rosangela Maria Simeao Resende, Valdemir Antonio Laura e Valeria Pacheco Batista Euclides.

A pecuária de corte no Brasil é baseada no uso de pastagens, mas dispõe de poucas forrageiras de alta produção, com boa distribuição de forragem ao longo do ano e adaptadas às diversas condições ecológicas do país. Na busca por novas forrageiras, a Embrapa Gado de Corte importou a coleção internacional de Panicum maximum, representativa da variabilidade natural da espécie e que inclui acessos apomíticos e plantas sexuais que permitem o melhoramento genético. Através desse projeto, por meio de melhoramento genético e seleção, foram desenvolvidos genótipos de P. maximum para atender às diversas demandas das cadeias produtivas de carne bovina e ovina. Com isso, foram lançadas comercialmente as cultivares BRS Zuri e BRS Tamani, visando contribuir com a diversificação das pastagens e o aumento da produtividade animal em áreas tropicais do Brasil.

PASPALUM

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE GENÓTIPOS DE PASPALUM PARA USO NA ALIMENTAÇÃO DE BOVINOS

2007-2010

Com Liana Jank.

Formação Acadêmica

Pós-Doutorado em

University Of Nebraska Lincoln

1996-1997

Doutorado em Entomologia Econômica

Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

1983-1986

Mestrado em Entomologia Econômica

Mississippi State University

1976-1978

Graduação em AGRONOMIA

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (USP)

1972-1975

Idiomas

Italiano

Compreende razoavelmente, fala pouco, lê razoavelmente e escreve pouco.

Inglês

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Francês

Compreende razoavelmente, fala pouco, lê razoavelmente e escreve pouco.

Espanhol

Compreende bem, fala bem, lê bem e escreve bem.

Última atualização em 21-01-2014 17:40:03.

Powered by Pandora from PLEASE Lab.